Início arrow Notícias arrow Pesquisa de Notícias arrow Notícias arrow Por vezes o tempo não chega....
Por vezes o tempo não chega.... PDF Imprimir e-mail
10-Abr-2008

9346 Visitas

Para tudo! Família, empresas, motas, automóveis e ainda escrever pequenos textos para que a nossa página seja sempre um bom motivo de visita para todos os que nos têm visitado e que desde já agradecemos visto que o n.º de visitas tem aumentado bastante todos os meses; dizia eu que não é tarefa fácil.

O novo trabalho gráfico levado a efeito pelos criadores da www.acdme.com está a ter um excelente retorno.

Mas falávamos do tempo, não do estado atmosférico que ontem infelizmente assombrou o nosso País em algumas zonas, mas sim no tempo que vivemos actualmente na ACDME, orgulhosos das nossas novas aquisições, três desta feita e que nos permitirão trabalhar ainda melhor e mais rapidamente em todas as nossas provas; as nossas novas viaturas Rescue´s !


 

Depois de vários contactos por parte de vários elementos da nossa Direcção em tentar junto de várias marcas um patrocínio para a obtenção de valores “simpáticos” para esse tipo de viaturas, tal não foi fácil, aliás, mostrou-se até bastante difícil.

Aceitamos e compreendemos esta dificuldade na obtenção deste tipo de patrocínios pelo estado em que se encontra a economia do nosso País, onde tudo e todos fazem contas e se reduz ao mínimo os gastos operacionais.

O nosso findo acordo com a Subaru, teve bastante retorno comercial e financeiro para a própria marca e logicamente para o seu Importador nacional.

Quem não se recorda da nossa malograda prova Fia GT no ano de 2000 quando “inaugurámos” os nossos Subaru´s e onde infelizmente o mau tempo que se abateu sobre o Autódromo do Estoril fez com que um simples Impreza GT, na altura em funções de Safety Car, tenha dado “nas vistas” mundialmente ao andar normalmente sobre uma pista completamente alagada, dando a sensação de que à sua passagem o asfalto tinha subitamente secado!

Isto tudo em transmissão directa pela EuroSport para vários pontos do Mundo, durante largos minutos !

Melhor retorno publicitário seria difícil nesta estreia!

Desta vez muitas “portas” se abriram efectivamente e cujas marcas não vamos divulgar por vários motivos, mas efectivamente também os Importadores estão a atravessar tempos difíceis e pouco ou nada podem oferecer, pelo que se tornou então difícil mostrar que sendo estas viaturas sujeitas ás mais variadas utilizações, demonstram assim as suas melhores qualidades e servem em muito como um argumento de venda.

Por isso neste momento temos três novas carrinhas pick up 4x4 de 170cv que são pertença integral da nossa Associação e que foram compradas sem qualquer patrocínio comercial; o único que temos é o imprescindível bom trabalho de todos os nossos Comissários que com o seu empenho e bom saber, dão aos pilotos que participam nas nossas provas, a confiança necessária para essa sua presença, sabendo que temos bons equipamentos e que a sua segurança e rapidez de actuação nessas suas necessidades é factor de primordial importância para todos nós.

As fotos destas novas viaturas podem ser vistas na nossa galeria, para quem não as pôde ver ao vivo na nossa primeira prova deste ano.

Estão equipadas com material de desencarceramento que já antes existia mas está agora com uma melhor organização na sua disposição para uma utilização ainda mais rápida, bem como vários acessórios de rápido combate a incêndio e limpeza de pista, tendo também vários pontos aptos a um reboque de viaturas rápido e eficaz.

A nossa escolha por versões de 4 lugares prendem-se já com alguma legislação de desporto motorizado existente a nível internacional e que de futuro nos permitirá estar já preparados também para essas obrigações a nível nacional.

Mas mais novidades surgirão brevemente.

Entretanto e voltando a tempos já saudosos mas ansiosos também, volto à Boavista e ao último livro lançado pela Talento intitulado Racing in Boavista.

Trabalho de excelente qualidade, tanto fotográfica como escrita e que nos relembra o que tantas saudades nos deixa.

A lamentar apenas, em meu entender, a fraca alusão em texto ao trabalho de vários que fazem a Boavista uma realidade, desde os Bombeiros, Médicos, entidades de Segurança, serviço de reboques e todos os Comissários ali presentes, deixando apenas em algumas excelentes fotos, verificar o que nos move a todos; a paixão pelo Desporto Motorizado !

Não querendo eu ser igual a determinado indivíduo que ao Domingo nos informa o que no seu entender são boas leituras, esta eu recomendo a todos Vós.

Preço de capa 26 euros; seguramente um livro que a quem foi parte activa na Boavista 2007, terá muito orgulho em o “degustar” a cada página e que causará a quem por ventura não tenha estado presente um vazio na percepção de tal produto de espírito.

Finalmente e porque o tal tempo já escasseia, o PTCC; o tão esperado regresso deste campeonato, já com algumas alterações regulamentares e nomeadamente a existência de Campeão Absoluto, que assim criará mais um forte motivo de adesão e que tarda em “aparecer” essa tal adesão.

Pela negativa a inscrição de apenas 7 pilotos, pelo que estamos a menos de 3 semanas da primeira prova e tantos nomes ainda por se inscrever.

Mas lá voltamos nós à crise nacional, algo que também compromete pilotos e patrocinadores, sendo que  se “investe” cada vez menos neste tipo de publicidade.

Todos nós gostaríamos de ter a gasolina a 1€, iva a 16%, seguros mais baratos, enfim uma parafernália de tudo mais barato, mas tal não é possível por razões muito mal explicadas por vários governantes e o mais caricato é existirem patrocinadores nacionais a investirem tanto no estrangeiro com o dinheiro pago por todos nós em Portugal; por exemplo este texto foi escrito em computador com electricidade paga a empresa nacional que patrocina pilotos em Espanha!

E ainda dá lucros faraónicos!

Será que não podia arranjar uns “dinheiritos” para investir no seu País e nos pilotos que tanto se orgulham de correr em Portugal contra ventos e marés que não são de feição, mas que estão cá a contribuir para o bom nome do Desporto Nacional?

Mas normalmente é mais fácil arranjar culpas a quem está mais perto, logo mais fácil de atingir do que tentar compreender o que se passa à nossa “beira”.

Bom por agora é tudo.

Despeço-me de Vós com a certeza de que todos vamos continuar a acreditar que um dia as televisões nacionais vão dar a importância devida ás provas de desporto motorizado existentes em Portugal e no estrangeiro, a horas decentes claro!

Que saudades de “ver” uma Formula 1!

Qualquer dia ainda assino uma dessas coisas da TV que vem por cabo ou por satélite; com tantas ofertas de serviços actualmente, ainda um dia oferecem Tv Sport a todos só para nos terem como clientes!

Os nomes foram premeditadamente trocados claro, porque se querem publicidade têm de pagar; mensalmente!!

 

Nuno Esteves

ACDME

Actualizado em ( 29-Abr-2008 )
 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >

Procurar